Salão em Genebra apresenta invenções provenientes de 45 países

0
525
Kênya Zanatta

Começou nesta quarta-feira em Genebra a 41ª edição do Salão Internacional das Invenções, principal evento do gênero no mundo. Até domingo, 725 expositores de 45 países apresentam cerca de mil invenções a um público de profissionais e curiosos. O Brasil tem apenas um representante, na área de agricultura.

 

 

MESADEPASSARFERRO 

A mesa de passar roupa rotativa é uma das novidades

apresentadas este ano no Salão Internacional das Invenções

de Genebra.

 

58% das inovações apresentadas no evento vêem da Asia e do Oriente Médio, 38% da Europa e 4% do resto do mundo. Os países que levaram mais invenções à Suíça este ano foram a China, a Arábia Saudita, a Rússia, a Romênia, o Irã e a França.

“A tendência é nitidamente um aumento das invenções ligadas à proteção do meio ambiente e ao campo da energia. Mas as áreas com maior número de representantes ainda são a saúde e a medicina, e em seguida tudo o que diz respeito à segurança e às utilidades domésticas. Este ano, por exemplo, temos um simulador de futebol que permite bater pênaltis contra um goleiro virtual, o primeiro sistema para verificar as mercadorias em aviões por meio de escaner e uma tábua de passar roupa que pode ser regulada a 360 graus. Todas as invenções apresentadas no salão são inéditas no mundo”, conta Jean-Luc Vincent, fundador e presidente dessa feira de invenções.

Neste programa conversamos também com Carlos Mazzei, da Associação Nacional dos Inventores. Ele credita a escassa participação brasileira no evento em Genebra à falta de apoio governamental. Para Mazzei, as grandes feiras são uma excelente oportunidade para que inventores independentes encontrem investidores dispostos a comercializarem suas ideias. Mas aponta que existem opções na Internet para quem não pode participar desse tipo de evento.

 

Veja a reportagem com o Sr. Carlos Mazzei no link: http://www.portugues.rfi.fr/geral/20130410-salao-em-genebra-apresenta-invencoes-provenientes-de-45-paises