“Pet Clean” chega para facilitar o cuidado consciente

0
213

“Pet Clean” permite a coleta dos dejetos sem a necessidade de contato do cuidador

Apesar da crise, o mercado pet cresceu em 2015 no Brasil 7,4%. O engenheiro Daniel Benedicto, afiliado à Associação Nacional dos Inventores (ANI), de olho nesse filão e atento às necessidades do setor, criou o “Pet Clean”, um dispositivo que permite a coleta das fezes do animal à distância e já devidamente embalado para o descarte.

“A inspiração surgiu ao observar os acompanhantes de pet agacharem para recolher as fezes. O “Pet Clean” , então, torna-se  adequado, particularmente, para pessoas idosas ou com dificuldades de mobilidade. Outra vantagem do produto é evitar que a pessoa tenha contato direto com as fezes e que ao aproximar das mesmas venha inalar o odor dos dejetos”, comenta Daniel.

O inventor se inspirou no mecanismo de um brinquedo infantil chamado “boca maluca”, que possui uma haste tubular com um gatilho acionado manualmente e que tem, em sua outra extremidade, duas peças articuláveis entre si, que por meio de uma mola de torção e arcadas – estas formam uma concha e funcionam como uma mão, se fechando sobre os dejetos e recolhendo-os para um saco plástico, que será descartado posteriormente.  Assim, que os excrementos forem recolhidos em um saco, outro saco plástico poderá ser previamente posicionado para ser novamente usado.

O “Pet Clean” já está patenteado junto ao INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) e Daniel está à procura de investidores para viabilizar a produção seja via licenciamento ou venda da patente, ou pela formação de sociedade.

Sobre a ANI – A Associação Nacional dos Inventores foi criada para que as invenções brasileiras possam servir à sociedade e estimular os inventores a continuar dedicando-se à inovação. Todos os projetos acompanhados pela ANI possuem proteção legal, além de estudo de seu funcionamento. A associação também busca empresas, investidores e parceiros que queiram viabilizar os projetos e disponibilizá-los em larga escala no mercado.

Site: www.inventores.com.br

DEIXE SEU COMENTÁRIO