“Máscara umedecida de sobrevivência D&Daniels” é novidade na área da segurança

0
115

Projeto inovador foi projetado para impedir a inalação de fumaça e poeira em acidentes

Sensibilizado pelo acidente na Boate Kiss, em 2013 – incêndio que matou mais de 240 pessoas em Santa Catarina, o engenheiro Daniel Benecdito, filiado à Associação Nacional dos Inventores (ANI), desenvolveu a  “máscara umedecida de sobrevivência D&Daniels”, que visa evitar que as vítimas de acidentes se intoxiquem ao inalar os gases tóxicos da fumaça.

Sabendo que 235 das vítimas do incêndio morreram no mesmo dia, vítimas de asfixia, provocada pela inalação da fumaça tóxica, o inventor partiu da orientação do Corpo de Bombeiros que recomenda que, em acidentes com fumaça/ poeira, a vítima deve manter-se junto ao chão e utilizar um lenço ou toalha molhada sobre o nariz e a boca; além de deixar a fumaça escapar abrindo uma janela (ou quebrando o vidro, se ela for fixa). ““Ao ver aquelas pessoas fugirem apressadamente, nada levando consigo, apenas tentando cobrir o rosto devido à fumaça e à poeira, tive uma inspiração tão real, quase que audível: uma ‘máscara umedecida’ salvaria muitas vidas”.

“Mas como achar toalha na hora do desespero? Usar a própria roupa do corpo? Onde achar água para molhar o tecido?” Daniel chegou à solução. O protótipo  da “Máscara Umedecida de Sobrevivência D&Daniels” considerou todas essas preocupações em sua elaboração e prevê uma máscara descartável do tipo cirúrgica, confeccionada em TNT, com elástico para ser presa nas orelhas, contendo na face interna uma pequena toalha umedecida para cobrir a boca e o nariz, além de um clip formatável nasal para proporcionar o melhor ajuste ao rosto.

Daniel acredita que a máscara umedecida de sobrevivência D&Daniels tem potencial para ser integrada como equipamento de proteção individual obrigatório em áreas com concentração de pessoas (como shoppings, igrejas, etc.).

O inventor já obteve a patente da máscara e está em busca de investidores para dar início à produção seja por meio da venda e ou licenciamento da patente ou, ainda, por meio da formação de sociedade.

Sobre a ANI – A Associação Nacional dos Inventores foi criada para que as invenções brasileiras possam servir à sociedade e estimular os inventores a continuar dedicando-se à inovação. Todos os projetos acompanhados pela ANI possuem proteção legal, além de estudo de seu funcionamento. A associação também busca empresas, investidores e parceiros que queiram viabilizar os projetos e disponibilizá-los em larga escala no mercado.DESENHOS MÁSCARA DANIEL FIG 3DESENHOS MÁSCARA DANIEL FIG 3

DEIXE SEU COMENTÁRIO