Inventor produz “dispositivo dosador de desinfetante”

6
1124

Produto garante economia dos produtos de limpeza e um resultado mais eficiente

Liberar a quantidade exata do material de limpeza é essencial tanto para economia do insumo, quanto para que o resultado satisfatório. David Augusto Botelho, afiliado à Associação Nacional dos Inventores (ANI), atento ao desempenho insatisfatório dos dispositivos para desinfetantes desenvolveu um modelo que libera a substância direto na caixa acoplada.

O “dispositivo dosador de desinfetante” será confeccionado em plástico, com tampa na parte inferior dotada de bico dosador. O bico dosador é adaptado à uma válvula do tipo boia, que irá abrir ou fechar conforme a variação do volume de água dentro da caixa acoplada dos vasos sanitários.

O fluxo do desinfetante só será liberado se o usuário acionar a descarga e permitir o completo esvaziamento da caixa acoplada – quanto mais tempo o usuário mantiver acionada a descarga, maior será a liberação do desinfetante.

O usuário poderá fazer o ajuste da dosagem de desinfetante durante a instalação do dispositivo na caixa acoplada.

Segundo o David, o “dispositivo dosador de desinfetante” também poderá ser adaptado para compor a tampa da caixa acoplada e desta forma poderá ser inserido em um sistema de indicação do nível do fluido desinfetante.

“O meu invento libera a dosagem efetiva do desinfetante apenas quando o usuário o desejar, exemplo, quando o usuário utilizar o vaso sanitário para fazer fezes. O resultado é a redução do consumo de água; a facilidade de reposição do desinfetante; o baixo custo de fabricação e da reposição do desinfetante. E pode ser utilizado com qualquer tipo de desinfetante líquido”, destaca o inventor.

David  se motivou a desenvolver o “dispositivo dosador de desinfetante” a partir das queixas constantes de uma faxineira sobre a dificuldade para instalar os dispositivos atuais para desinfetantes.

O invento já foi registrado junto ao INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) por David. Atualmente, ele procura por investidores para produzir e comercializar o brinquedo, seja por meio da venda da patente ou do seu licenciamento.

Sobre a ANI – A Associação Nacional dos Inventores foi criada para que as invenções brasileiras possam servir à sociedade e estimular os inventores a continuar dedicando-se à inovação. Todos os projetos acompanhados pela ANI possuem proteção legal, além de estudo de seu funcionamento. A associação também busca empresas, investidores e parceiros que queiram viabilizar os projetos e disponibilizá-los em larga escala no mercado.

Site: www.inventores.com.br

6 COMENTÁRIOS

  1. Em 2007 eu tentei procurar registrar invento parecido com este e fiquei com os papéis na mão e não dei sequencia,
    mas a maior dificuldade foi fazer contato com empresas com a DECA por exemplo. ( tenho as papeladas em casa até hoje , acabei desistindo pois teria muito de viajar para RJ capital e etc…)
    Será que por ser o meu diferente deste, poderia ser registrado com outro nome, desde que seja legal.
    Se possível podem me ajudar?

DEIXE SEU COMENTÁRIO